MENSAGEM SUBLIMINAR - Defenda sue campo de lentilhas, defenda sua igreja....

Tenho de admitir que durante algum tempo após iniciar minha caminhada com Jesus e ao começar a congregar em uma igreja evangélica (importante salientar que primeiro conheci a bíblia, por meio dela conheci a Cristo, Senhor e Salvador, e posteriormente é que fui para uma igreja) eu ainda mantinha um certo "mito" comigo mesmo de que os pastores e qualquer pessoa que se afirmasse evangélica era sincera e íntegra em suas palavras e atitudes. Isto durou pouco tempo mesmo. 

Não que eu ignorasse a natureza humana, mas eu estava ainda como quem presenciou algo sobrenatural e miraculoso, que transforma vidas, creio neste mesmo Jesus, que nos fez ressuscitar com Ele, porém tenho ressalvas se todos os que carregam o nome de Jesus, em camisas, adesivos de carros, tatuagens e toda sorte de produtos gospel e que se utilize de muitos "misericórdia", "aleluia" e "sangue de Jesus" na sua conversação diária são de fatos praticantes da fé que aparentam ter.

Lembro do tempo que assentado nas últimas fileiras de bancos, ouvia o pregador e tomava nota de suas palavras para depois verificar se o que era dito esta em conformidade com o que estava escrito na Bíblia.

Mas de imediato tinha o hábito de olhar para o pastor titular da congregação e observar se a atitude dele era de aprovação ou desaprovação com o que estava a ser pregado. Isto me dava certa segurança, pois me sentia seguro como "ovelha" que confia no seu "pastor".

Após algum tempo de convívio e muitos diálogos com o conjunto dos pastores comecei a perceber que algo não condizia entre o título que ostentavam, a aparência de santidade que faziam questão de demonstrar e as palavras destes com seus chavões eram contraditórios, apresentavam desvios se contrapostos com as Sagradas Escrituras e até oposto a Sã Doutrina.

E daquele tempo, de meados de  junho de 2002 até maio 2003,  foi o tempo necessário para perceber que os bancos são confortaveis, o templo bonito e o altar ornamentado, mas nos bastidores, nas reuniões de lideranças, nas conversas nos escritórios pastorais pude perceber que algo estranho acontecia, entenda como algo ruim, triste  e vergonhoso, e que foi uma das muitas provações que tive de enfrentar.

A igreja tinha um "PROJETO POLÍTICO" e sempre éramos orientados na base de muitas promessas bíblicas, riscos de maldições caso os homens de Deus não fossem eleitos e muita propaganda política dentro da igreja, durante as pregações (especialmente nos cultos de Santa Ceia, que é quando a igreja tem seu maior fluxo de pessoas) e com a presença "especial" de pastores-políticos, que nos visitavam regularmente a cada 4 anos, para nos lembrar da necessidade de votarmos neles.

Em 2002 votei nos candidatos a deputado federal e  deputado estadual e no candidato a Senador (o presidente da igreja), que não foi eleito ao senado e no candidato a presidente Evangélico Garotinho. Afinal era a orientação que recebiamos.

Em 2006 votei nos candidatos a deputado federal e deputado estadual (ambos irmãos e respectivamente, presidente nacional e estadual da igreja) e ambos eleitos.

Em 2008 votei no candidato a vereador, um pastor-político que me indicaram a votar, cujo bordão em um culto de Santa Ceia marcou-me profundamente e me fez refletir sobre o contexto político e espiritual:

"preciso mais do seu voto do que do ar que eu respiro" 

Confesso que até então nunca tinha procurado investigar as legislaturas destes representantes eleitos. O que comecei a fazer e tal qual foi minha tristeza ao ver que o trabalho não foi feito como se esperava (isto fica para outro artigo, que não vai demorar afinal, já desperdicei votos com estes candidatos e não vou repetir o erro)



Desde antes do pleito de 2008 para prefeitos e vereadores é que venho protestando juntamente aos pastores da igreja na qual congrego e também aos candidatos que "servem a deus" pedindo votos em cultos de Santa Ceia, utilizando para panfletagem o diaconato da igreja.

Já se vai quase 3 anos de muitas conversas, obtive pouca ou nenhuma resposta da parte dos políticos que deveriam ser representantes da população mas que a ignoram depois das eleições.

Por uma dezena de vezes mandei emails convidando candidatos a marcarem uma assembléia, fora do contexto de culto, para exporem seus projetos políticos e o trabalho realizado como nossos representantes. não demorou para eu perceber que seria improvável disso ocorrer, pois:

-não tinham projeto definido, exceto o velho bordão do "representar o povo de Deus"

-não tinham trabalho significativo e muito menos resultados a mostrar.

Então, como humilde servo, presto atenção a está época em que estamos, e passo a avaliar o TEMPO em que vivemos:

1 E, chegando-se os fariseus e os saduceus, para o tentarem, pediram-lhe que lhes mostrasse algum sinal do céu.
2 Mas ele, respondendo, disse-lhes: Quando é chegada a tarde, dizeis: Haverá bom tempo, porque o céu está rubro.
3 E, pela manhã: Hoje haverá tempestade, porque o céu está de um vermelho sombrio. Hipócritas, sabeis discernir a face do céu, e não conheceis os sinais dos tempos? 
Mateus 16:1-3

Não ignorando o quão mal e enganoso é o coração do homem:

17 Ainda não compreendeis que tudo o que entra pela boca desce para o ventre, e é lançado fora?
18 Mas, o que sai da boca, procede do coração, e isso contamina o homem.
19 Porque do coração procedem os maus pensamentos, mortes, adultérios, prostituição, furtos, falsos testemunhos e blasfêmias.
 Mateus 15:17-19

Então sem esquecer das palavras de Jesus, tão verdadeiras e aplicáveis hoje e por todo o sempre, passo a examinar os FRUTOS que estes "ramos" estão produzindo em nome de Jesus e oferecendo à congregação. 

15 Acautelai-vos, porém, dos falsos profetas, que vêm até vós vestidos como ovelhas, mas, interiormente, são lobos devoradores.
16 Por seus frutos os conhecereis. Porventura colhem-se uvas dos espinheiros, ou figos dos abrolhos?
17 Assim, toda a árvore boa produz bons frutos, e toda a árvore má produz frutos maus.
18 Não pode a árvore boa dar maus frutos; nem a árvore má dar frutos bons.
19 Toda a árvore que não dá bom fruto corta-se e lança-se no fogo.
20 Portanto, pelos seus frutos os conhecereis.
21 Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus.
22 Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? e em teu nome não expulsamos demônios? e em teu nome não fizemos muitas maravilhas?
23 E então lhes direi abertamente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniqüidade.
Mateus 7:15-23
1  EU sou a videira verdadeira, e meu Pai é o lavrador.
2  Toda a vara em mim, que não dá fruto, a tira; e limpa toda aquela que dá fruto, para que dê mais fruto.
3  Vós já estais limpos, pela palavra que vos tenho falado.
4  Estai em mim, e eu em vós; como a vara de si mesma não pode dar fruto, se não estiver na videira, assim também vós, se não estiverdes em mim.
5  Eu sou a videira, vós as varas; quem está em mim, e eu nele, esse dá muito fruto; porque sem mim nada podeis fazer.
6  Se alguém não estiver em mim, será lançado fora, como a vara, e secará; e os colhem e lançam no fogo, e ardem.
7  Se vós estiverdes em mim, e as minhas palavras estiverem em vós, pedireis tudo o que quiserdes, e vos será feito.
8  Nisto é glorificado meu Pai, que deis muito fruto; e assim sereis meus discípulos.
9  Como o Pai me amou, também eu vos amei a vós; permanecei no meu amor. 
Jo 15:1-9

Dos pastores (dos quais ainda não revelarei os nomes) .

Tenho ouvido "pérolas do tipo":

Do pastor que tem como função cuidar dos casais ouvi:


"Quando fui ordenado pastor a igreja já era assim, não posso mudar nada. Eu sabia que era deste modo."
"o pastor(titular) é um homem de Deus, a igreja vai muito bem, olha como ela esta cheia de gente"

Do "coordenador" político local que é pastor-auxiliar também ouvi:

"Bem que eles(pastores-políticos) poderiam ser multados para aprender..."
 
Resposta esta que seria até positiva se não saísse da boca de quem deveria "fazer campanha para eles", afinal, espera-se que ele exercesse sua "função" com dedicação e não de maneira tão descuidada. Para mim isto é um modo vil de se servir alguém. Pois se não concordasse em fazer politicagem que então agisse como servo de Deus e recusasse a função, mesmo que isto pudesse ocaisonar prejuízo financeiro.
De um pastor que era responsável até onde eu sabia pelos culto de empresários disse-me acerca de uma pregação política em um "seminário de crescimento e avivamento espiritual"

"O pastor, (que é secretário estadual de missões de MG que pregou que "VOTAR É UMA FORMA DE GANHAR ALMAS") só exagerou um pouquinho não cometendo nenhuma heresia."

Já o pastor titular em uma das muitas conversas que tenho tido com ele nos últimos 7 anos disse a menos de 3 meses:

"A igreja (referindo-se a igreja local) é um cisco atrás da rocha. Não temos condições de fazer nada. Vou obedecer o que vier de cima (referindo-se ao pastor-político-presidente da igreja nacional)." 

"As outras igrejas (denominações) "também fazem isso" 


Quando lhe perguntei se mesmo que este "projeto político" significasse ir contra o evangelho ele o apoiaria, tive como resposta um silencioso menear de cabeça.

E olha que era uma igreja que se estima algo em torno de 2000 membros e que que se apregoava ser a 5º maior da denominação no estado(o que aliás já deve ter diminuído, tristemente digo isto, pois são pastores que tem maior apreço pelo "status quo" e suas prebendas do que pela posição de servos em Cristo e a recompensa eterna) . 

Exaltações em declarações como esta sempre tiveram da minha parte reprovação e repreensão imediata durante as reuniões. Uma vez que temos exemplos bíblicos suficientes para afirmar que não é a QUANTIDADE que Deus procura, mas a QUALIDADE:

27  Também Isaías clama acerca de Israel: Ainda que o número dos filhos de Israel seja como a areia do mar, o remanescente é que será salvo.
28  Porque ele completará a obra e abreviá-la-á em justiça; porque o Senhor fará breve a obra sobre a terra.
29  E como antes disse Isaías: Se o Senhor dos Exércitos nos não deixara descendência, Teríamos nos tornado como Sodoma, e teríamos sido feitos como Gomorra. 
Romanos 9:27-29

11  Assim jurei na minha ira Que não entrarão no meu repouso.
12  Vede, irmãos, que nunca haja em qualquer de vós um coração mau e infiel, para se apartar do Deus vivo.
13  Antes, exortai-vos uns aos outros todos os dias, durante o tempo que se chama Hoje, para que nenhum de vós se endureça pelo engano do pecado;
14  Porque nos tornamos participantes de Cristo, se retivermos firmemente o princípio da nossa confiança até ao fim.
15  Enquanto se diz: Hoje, se ouvirdes a sua voz, Não endureçais os vossos corações, como na provocação.
16  Porque, havendo-a alguns ouvido, o provocaram; mas não todos os que saíram do Egito por meio de Moisés.
17  Mas com quem se indignou por quarenta anos? Não foi porventura com os que pecaram, cujos corpos caíram no deserto?
18  E a quem jurou que não entrariam no seu repouso, senão aos que foram desobedientes?
19  E vemos que não puderam entrar por causa da sua incredulidade.  
Hebreus 3:9
E qualidade significa, dentre outras coisas:

Um povo cujo coração é firmado inteiramente no Senhor:

8  Bem-aventurados os limpos de coração, porque eles verão a Deus. Mateus 5:8

Como pode um povo alcançar coração puro se ao invés da genuína pregação do Evangelho temos cultos caracterizados por:

Campanha Enterrando a miséria - Leva-se ao altar um caixão carregado por 4 pessoas, no qual se realiza o enterro da miséria (representada por copos de vidros de requeijão e massa de tomate), para os pobres da igreja que utilizam estes copos seja pela dupla utilidade, por serem reutilizáveis, certamente foi muito triste, pois foram ao templo para serem abençoados e descobrem que estão com "espírito de miséria" em suas vidas. E para arrematar, foi dito acerca do incoveniente de se receber o pr titular em sua casa e servi-lo com estetipo de copo. Também foi ensinado que paredes sujas é espírito de miséria (coitados de quem tem crianças em casa, vão ter de lavar até as paredes toda semana, para manter o "espírito de miséria fora de sua família), mato na calçada e outras coisas mais que não tomei nota....

Palestra no estilo empresa no lugar de pregação em culto de domingo - Tivemos a "oportunidade" de receber um palestrante-pastor-empresário que cobra, segundo informações dadas pelo próprio pastor titular, R$ 100,00 por pessoa nas empresas em que dá as palestras e nós não precisamos pagar nada para assistir a palestra dele. Confesso que causou indignação ver o palestrante por mais de 10 minutos vendendo seus produtos no púlpito, oferecendo promoção no cheque para 30 dias e desconto na compra de todos os produtos do "kit" dele.

Não tenho nada contra o uso de tecnologia nos cultos,  e acredito que quem produz material e deseje vende-lo é lícito, mas não no púlpito e muito menos no tempo dedicado à pregação da Palavra. Me preocupo em ver que a solenidade e reverência para com Deus cede lugar para técnicas de motivação psicológica e marketing pessoal.
A palestra, bem motivacional (lembraram-me pela milésima vez que todos já somos vencedores por ter vencido a maratona dos milhões de espermatozóides rumo ao óvulo),  e depois de coisas do gênero vem o "gran finale" com música de fundo adequada ao momento de decisão, recitação de um texto que apesar de ter alguns elementos bíblicos inseridos, se assemelha muito a emails motivacionais, daqueles que se pede para reencaminhar para 10 amigos ou coisa parecida.

Porém o que me deixou profundamente triste é ver que o número de pessoas que "aceitam a Jesus" e se  "reconciliam com Jesus" foi muito maior que na maioria dos cultos onde se prega sobre o amor de Deus, por exemplo. Ainda não tenho certeza se o que é responsável por tal fenômeno é:

- O fato de ser pastor de fora da igreja e a novidade ter seu poder de sedução e atração (indício de que dentro da igreja, assim como nos shoppings, "tudo o que é novo é melhor") 

- O fato de maus testemunhos de pastores gerarem receio nos ouvintes (indício de que a montanha de sujeira debaixo do tapete já não pode ser escondida e que escândalos começam a pipocar sem que se possa esconder)

- Deus mudou de atitude e agora ficou "high-tec" e tudo o que é antigo deve dar lugar ao novo, inclusive a bíblia dar lugar às enciclopédias e substituir Pedro, Paulo e João por Freud, Jung e Adler 

Tenho certeza que é indício claro de que apesar que isto aconteça em relação ao abandono do Evangelho Simples, Deus não é causa e muito menos precisa de marketing  ou tecnologia para atingir os corações, seja Deus verdadeiro e todo homem mentiroso.

Talvez um pouco de tudo misturado e mais algum ingrediente extra do homem.....

Se em anos de exortação o arrependimento e as obras dignas de tal mudança tivessem se evidenciado nestes, ao invés de escrever isto, estaria citando as boas obras destes. 

Como mentir não é parte da minha natureza em Cristo e como minha consciência pesava muito em ver estes tais entoarem seus mantras de  "esta é a igreja do avivamento", enquanto que "homicídios espirituais" eram cometidos com a aprovação de quem deveria cuidar do rebanho e ser modelo.

E depois de perceber o modo elitista de tratarem-se em seus "banquetes privados", ostentando padrões de luxo que não condizem com a região e a comunidade que integram a congregação, decidi abandonar qualquer receio em contrariar a eles e agir como Jesus que não exitava em  dizer  o que esta escrito, ainda que com isto causasse a fúria dos impenitentes e contumazes guias cegos.

Devo reiterar que não tenho nada contra nenhuma das pessoas a nível pessoal, nem contra suas famílias. Confesso que ainda carrego comigo um fio de esperança que ainda haja lugar de arrependimento para eles endireitarem, pois o tempo longo indica o elevado grau de contaminação. 
Mas vejo a cada dia que assim como Samuel carregava consigo grande tristeza por Saul, assim sou eu pelo estado dos pastores (antes que alguém diga que estou me considerando profeta, ou grande vulto, já aviso que sou um pequenino, como todos aqueles de quem este mundo não é digno e dos quais eu busco imitar). Meu papel é apenas zelar pela ensino da Palavra de Deus, de modo que as pessoas possam escolher servir a Jesus e ser seus discípulos.

1  ENTÃO disse o SENHOR a Samuel: Até quando terás dó de Saul, havendo-o eu rejeitado, para que não reine sobre Israel? Enche um chifre de azeite, e vem, enviar-te-ei a Jessé o belemita; porque dentre os seus filhos me tenho provido de um rei. 
I Sm 16:1

A palavra vem do hebraico "abal" strong 056 e significa: Chorar, lamentar, estar triste, curvar-se,suspirar. Este verbo aparece cerca de 40 vezes e descreve tristeza por uma morte, pelo pecado ou por tragédias de Jerusalém (Is 66:10)

Mas pelo que pude ler na Bíblia, é improvável que um ramo enxertado na oliveira verdadeira vá produzir espinhos no lugar de azeitonas. Por isso sou obrigado a desconfiar de certos frutos, mesmo que insistam em dizer que a procedência é de Deus devo examinar tudo o que me é oferecido e sobretudo para minha família, pela qual é meu dever zelar.

Nos últimos 4 meses  publiquei 4 edições de um jornal impresso e distribuído aos membros da igreja local e frequentadores. O jornal de mesmo nome do Blog "Castelo Forte" tem conseguido expôr a ponta do iceberg de erros e pecados destes líderes pseudo-cristãos que são mais comprometidos com suas lideranças do que com o Evangelho de Cristo, mas preocupado com a manutenção das prebendas do que com a saúde espiritual do rebanho que adoece e desfalece na fé, pois ao invés de receber Bíblia, recebem mensagens formatadas em reuniões pastorais de cúpula e fermentadas com o velho e bom interesse pessoal de quem prega.

Perdoem me os leitores pela modo alongado no argumentar, pois os que cometem tais erros na igreja gozam de fama, tempo de casa e contam com o acobertamento uns dos outros para seus erros, usam-se do expediente dos cultos e das pregações como forma de controle sobre as mentes e corações de muitos.


Eu, não tenho amigos importantes, nem dinheiro, nem poder terreno e uma palavra que eu proferir que não seja bem colocada, pode ser usada para me caluniarem e difamarem, por isso a minha cautela. Apesar de muitas pessoas concordarem com o que eu tenho escrito, me apoiam em oculto por terem medo (não apenas pelo espiritual, mas pelo que pode acontecer, pois onde tem muito dinheiro, tem todo tipo de mal tipicamente humano) e não é meu interesse forçar ninguém a se decidir, apenas exponho as opções e as consequências destas escolhas.


Mas quero registrar que ao meu lado tenho a Palavra de Deus e o Autor dela, que zela pelo seu cumprimento e pregação, o que para mim é suficiente

Vou me concentrar na  "palavra" do culto de domingo, 05 de setembro, no culto das 19 horas onde foi pregado o seguinte texto chave, o qual é o motivo central deste artigo:

11  E depois dele Samá, filho de Agé, o hararita, quando os filisteus se ajuntaram numa multidão, onde havia um pedaço de terra cheio de lentilhas, e o povo fugira de diante dos filisteus.
I Sm 23:11

O texto citado fala de um homem israelita que integrava o grupo dos "valentes de Davi", que efeturam grandes vitórias contra os inimigos de Israel. E que lutou num campo de lentilhas.

Na pregação foi enfatizada a seguinte idéia:

"Este campo de lentilhas foi o Senhor que me deu e eu o protegerei com minha vida. "
 
Quando a pregação é feita para semear uma idéia oculta e que tenta-se que ela não seja central à pregação, mas que fique paralela, de modo a conduzir o povo a agir de tal forma que façam para Deus algo que eles querem que seja feito para objetivos pessoais, neste caso a velha e maligna politicagem voltou a utilizar o púlpito, mas de modo velado. A isto podemos chamar de mensagem subliminar e não é algo necessariamente espiritual, apesar de poder ser utilizada por quem tem comprometimento com o Adversário.


"As Mensagens Subliminares são usadas quase que sempre para fins publicitários, e resumem-se na tentativa de passar uma informação ou idéia para um grupo de pessoas, de uma maneira abaixo do nível do consciente."
 
Deixo dos links para quem quiser saber um pouco mais de aplicações das mensagens subliminares e evidência científica do seu funcionamento. 



Não vou adentrar sobre as mensagens subliminares e suas diversas formas de indução, vou frisar o que foi dito durante o "culto" e na frase final do mesmo, ou seja, na conclusão que é o "ponto alto"da mensagem que foi pregada. 

"Defenda os princípios morais e valores.
Repitam todos:
Preciso guardar a minha Igreja. Não seja inimigo da Igreja. Defenda seu campo de Lentilhas."

Encerrando a pregação, depois disto os avisos finais, oração final e benção apostólica. Depois disso panfletagem, utilizando o diaconato, e distribuição na saída da igreja deste panfleto:
 

A mensagem objetiva do folheto é claramente política e não há muito o que discutir (ao menos neste artigo). Vejamos a aquilo que é subliminar:

Líder 10 associado a 10 votos, ao invés de ser um projeto onde se apresenta características de um lider nota 10, ou algo que instrua as pessoas a serem lideres 10, temos que o "10" é um artifício para se conseguir votos, induzindo com o 10 a fazer as pessoas pensarem algo do tipo:


"eu preciso eleger os candidatos, pois são lideres nota 10 e para isso preciso de 10 votos"

O fiel ao sair da igreja com a idéia de defender sua igreja e recebe um folheto com o pedido do pastor para que vote em tais candidatos vai ter um impacto psicológico emocional que poderá fazer que alguns se empenhem como cabos eleitorais sem sequer saber nada sobre os candidatos, me refiro como políticos, uma vez que como pastores são conhecidos. Então são induzidos a votar desconhecendo completamente a "carreira política" deles, votando não pela competência e trabalho, mas por associar igreja, bíblia, pastor, Deus, voto...

Faça a soma:

folheto manipulativo 
(associação entre orar e votar a ser abençoado) 
pregação condicionadora
(textos bíblicos e própositos eleitorais)
local de culto a Deus 
(diaconos a distribuir folhetos)
VOTOS

Quero deixar minha percepção é que o diaconato, pelo que converso e escuto deles, não são favoráveis a tais práticas. Então concluo que distribuem por "submissão e respeito". a tais pastores. Mas devo reiterar que utilizar o diaconato e seu papel importante no crescimento da igreja ser rebaixado a panfletagem é lamentável e triste.

Parafraseando o pastor americano Richard C. Halverson (1916-1995) resumiu a situação numa frase: 

“No início, a igreja era um grupo de homens centrados no Cristo vivo. Então, a igreja chegou à Grécia e tornou-se uma filosofia. Depois, chegou à Roma e tornou-se uma instituição. Em seguida, à Europa e tornou-se uma cultura. E, finalmente, chegou à Ámérica, e tornou-se um negócio.”  

Como bem declarou Pedro, antigamnte ja havia homens que sendo falsos doutores fariam negócios com palavras fingidas, hoje o qu vemos é o mesmo cenário. Porém se existem quem faça negócios, existe aqueles que permitem que se negocie com suas próprias vidas. Aceitando qualquer coisa que seja dita seguida de um "Em nome de Jesus" como verdade inquestionável e sem pestanejar cumprem as ordens como animais adestrados.

1 E TAMBÉM houve entre o povo falsos profetas, como entre vós haverá também falsos doutores, que introduzirão encobertamente heresias de perdição, e negarão o Senhor que os resgatou, trazendo sobre si mesmos repentina perdição.
2 E muitos seguirão as suas dissoluções, pelos quais será blasfemado o caminho da verdade.
3 E por avareza farão de vós negócio com palavras fingidas; sobre os quais já de largo tempo não será tardia a sentença, e a sua perdição não dormita.
4 Porque, se Deus não perdoou aos anjos que pecaram, mas, havendo-os lançado no inferno, os entregou às cadeias da escuridão, ficando reservados para o juízo;
5 E não perdoou ao mundo antigo, mas guardou a Noé, pregoeiro da justiça, com mais sete pessoas, ao trazer o dilúvio sobre o mundo dos ímpios;
6 E condenou à destruição as cidades de Sodoma e Gomorra, reduzindo-as a cinza, e pondo-as para exemplo aos que vivessem impiamente;
7 E livrou o justo Ló, enfadado da vida dissoluta dos homens abomináveis
8 (Porque este justo, habitando entre eles, afligia todos os dias a sua alma justa, vendo e ouvindo sobre as suas obras injustas);
9 Assim, sabe o Senhor livrar da tentação os piedosos, e reservar os injustos para o dia do juízo, para serem castigados;
10 Mas principalmente aqueles que segundo a carne andam em concupiscências de imundícia, e desprezam as autoridades; atrevidos, obstinados, não receando blasfemar das dignidades;
11 Enquanto os anjos, sendo maiores em força e poder, não pronunciam contra eles juízo blasfemo diante do Senhor.
12 Mas estes, como animais irracionais, que seguem a natureza, feitos para serem presos e mortos, blasfemando do que não entendem, perecerão na sua corrupção,
13 Recebendo o galardão da injustiça; pois que tais homens têm prazer nos deleites quotidianos; nódoas são eles e máculas, deleitando-se em seus enganos, quando se banqueteiam convosco;
14 Tendo os olhos cheios de adultério, e não cessando de pecar, engodando as almas inconstantes, tendo o coração exercitado na avareza, filhos de maldição;
15 Os quais, deixando o caminho direito, erraram seguindo o caminho de Balaão, filho de Beor, que amou o prêmio da injustiça;
16 Mas teve a repreensão da sua transgressão; o mudo jumento, falando com voz humana, impediu a loucura do profeta.
17 Estes são fontes sem água, nuvens levadas pela força do vento, para os quais a escuridão das trevas eternamente se reserva.
18 Porque, falando coisas mui arrogantes de vaidades, engodam com as concupiscências da carne, e com dissoluções, aqueles que se estavam afastando dos que andam em erro,
19 Prometendo-lhes liberdade, sendo eles mesmos servos da corrupção. Porque de quem alguém é vencido, do tal faz-se também servo.
20 Porquanto se, depois de terem escapado das corrupções do mundo, pelo conhecimento do Senhor e Salvador Jesus Cristo, forem outra vez envolvidos nelas e vencidos, tornou-se-lhes o último estado pior do que o primeiro.
21 Porque melhor lhes fora não conhecerem o caminho da justiça, do que, conhecendo-o, desviarem-se do santo mandamento que lhes fora dado;
22 Deste modo sobreveio-lhes o que por um verdadeiro provérbio se diz: O cão voltou ao seu próprio vômito, e a porca lavada ao espojadouro de lama.
II Pedro 2:1-22 

O povo de Deus foi chamado para ser FILHOS DE DEUS e não gado para abate. Aquilo que não é a vontade de Deus não pode ser visto, ouvido e tolerado como se fosse conversas de crianças, com as quais não se dá muito crédito. Uma vez que líderes religiosos resolvem ir contra o Evangelho, introduzindo aquilo que não foi determinado nas Sagradas Escrituras, deve ser inteiramente rejeitado à semelhança de um alimento contaminado.

Como disse Jesus que deveríamos nos guardar dos fermentos dos fariseus, devemos nos guardar de qualquer acréscimo que ainda que parecido com bíblia, ou parecido com santo na verdade só produziram engano e condenação.

Desviando da fé em Cristo e levando as pessoas a seguirem homens reprováveis em suas intenções. E por fim à condenação eterna.

1 E, CHEGANDO-SE os fariseus e os saduceus, para o tentarem, pediram-lhe que lhes mostrasse algum sinal do céu.
2 Mas ele, respondendo, disse-lhes: Quando é chegada a tarde, dizeis: Haverá bom tempo, porque o céu está rubro.
3 E, pela manhã: Hoje haverá tempestade, porque o céu está de um vermelho sombrio. Hipócritas, sabeis discernir a face do céu, e não conheceis os sinais dos tempos?
4 Uma geração má e adúltera pede um sinal, e nenhum sinal lhe será dado, senão o sinal do profeta Jonas. E, deixando-os, retirou-se.
5 E, passando seus discípulos para o outro lado, tinham-se esquecido de trazer pão.
6 E Jesus disse-lhes: Adverti, e acautelai-vos do fermento dos fariseus e saduceus.
7 E eles arrazoavam entre si, dizendo: É porque não trouxemos pão.
8 E Jesus, percebendo isso, disse: Por que arrazoais entre vós, homens de pouca fé, sobre o não terdes trazido pão?
9 Não compreendeis ainda, nem vos lembrais dos cinco pães para cinco mil homens, e de quantas alcofas levantastes?
10 Nem dos sete pães para quatro mil, e de quantos cestos levantastes?
11 Como não compreendestes que não vos falei a respeito do pão, mas que vos guardásseis do fermento dos fariseus e saduceus?
12 Então compreenderam que não dissera que se guardassem do fermento do pão, mas da doutrina dos fariseus.
Mateus 16:1-12

E do mesmo do que os judeus da circuncisão estavam pertubando a pregação do Evangelho, hoje, temos pseudo-pastores que fermentam a São Doutrina de Deus e para os tais a solução é a mesma:

Admoestar e repreender a se arrependerem e voltarem ao caminho de Deus ou se não se agradam mais de Deus, que então sejam tapadas suas bocas que destilam venenos mortais misturado com palavras doces e suaves.

9 Retendo firme a fiel palavra, que é conforme a doutrina, para que seja poderoso, tanto para admoestar com a sã doutrina, como para convencer os contradizentes.
10 Porque há muitos desordenados, faladores, vãos e enganadores, principalmente os da circuncisão,
11 Aos quais convém tapar a boca; homens que transtornam casas inteiras ensinando o que não convém, por torpe ganância.
12 Um deles, seu próprio profeta, disse: Os cretenses são sempre mentirosos, bestas ruins, ventres preguiçosos.
13 Este testemunho é verdadeiro. Portanto, repreende-os severamente, para que sejam sãos na fé.
14 Não dando ouvidos às fábulas judaicas, nem aos mandamentos de homens que se desviam da verdade.
15 Todas as coisas são puras para os puros, mas nada é puro para os contaminados e infiéis; antes o seu entendimento e consciência estão contaminados.
16 Confessam que conhecem a Deus, mas negam-no com as obras, sendo abomináveis, e desobedientes, e reprovados para toda a boa obra.
Tito 1:9-16

Permaneçam na Graça e nela Frutifiquem

sábado, 18 de setembro de 2010 às 12:02

3 Comments to "MENSAGEM SUBLIMINAR - Defenda sue campo de lentilhas, defenda sua igreja...."

Vamos acabar com isso com nossas letras nossa voz e clamando por avivamento do Espirito não há mais soluções

Parabéns pelo trabalho no blog. Já estou seguindo.

Aproveito para lhe convidar a conhecer o meu blog, e se desejar segui-lo, será uma honra.

Seus comentários também serão muito bem-vindos.

www.adonainews.com.br

Vicente Natividade

Posted by Anônimo ( 17 de outubro de 2010 22:06 )

Que o Senhor sare a sua igreja e devolva a visão aos líderes que receberam a missão de conduzir o rebanho de Deus. Aos pastores e obreiros que trabalham com amor à Jesus e à Igreja, a despeito de toda a pressão e exposição a que são submetidos, que Deus lhes renove e recompense. Aos que impõe jugos e causam escândalos, que o Espírito Santo traga arrependimento, misericórdia e coragem moral para não abusarem da boa fé das pessoas. E aos que estão no ministério, que Cristo lhes fortaleça para aguentarem todas as pancadas que sofrem enquanto tentam fazer a obra do Evangelho e lhes preserve de se corromperem. E que as metas não sejam números a atingir, mas vidas a apascentar.

Postar um comentário

Seja educado ao expôr suas idéias! Anonimato é sinal de medo e não é legal. És convidado a opinar e questionar. Base bíblica é sempre bem vinda, principalmente se desejar falar a respeito da bíblia.

LIBERDADE DE EXPRESSÃO

É IMPORTANTE ESCLARECER QUE ESTE BLOG, EM PLENA VIGÊNCIA DO ESTADO DEMOCRÁTICO DE DIREITO, EXERCITA-SE DAS PRERROGATIVAS CONSTANTES DOS INCISOS IV E IX, DO ARTIGO 5º, DA CONSTITUIÇÃO FEDERAL.

RELEMBRANDO OS REFERIDOS TEXTOS CONSTITUCIONAIS, VERIFICA-SE:

“É LIVRE A MANIFESTAÇÃO DO PENSAMENTO, SENDO VEDADO O ANONIMATO" (INCISO IV) E "É LIVRE A EXPRESSÃO DA ATIVIDADE INTELECTUAL, ARTÍSTICA, CIENTÍFICA E DE COMUNICAÇÃO, INDEPENDENTEMENTE DE CENSURA OU LICENÇA" (INCISO IX).

ALÉM DISSO, CABE SALIENTAR QUE A PROTEÇÃO LEGAL DE NOSSO TRABALHO TAMBÉM SE CONSTATA NA ANÁLISE MAIS ACURADA DO INCISO VI, DO MESMO ARTIGO EM COMENTO, QUANDO SENTENCIA QUE "É INVIOLÁVEL A LIBERDADE DE CONSCIÊNCIA E DE CRENÇA".

TENDO SIDO EXPLICITADA, FAZ-SE NECESSÁRIO, AINDA, ESCLARECER QUE AS MENÇÕES, AFERIÇÕES, OU ATÉ MESMO AS APARENTES CRÍTICAS QUE, PORVENTURA, SE FAÇAM A RESPEITO DE DOUTRINAS DAS MAIS DIVERSAS CRENÇAS, SITUAM-SE E ESTÃO ADSTRITAS TÃO SOMENTE AO CAMPO DA "ARGUMENTAÇÃO", OU SEJA, SÃO ABORDAGENS QUE SE LIMITAM PURAMENTE ÀS QUESTÕES TEOLÓGICAS E DOUTRINÁRIAS. ASSIM SENDO, NÃO HÁ QUE SE FALAR EM DIFAMAÇÃO, CRIME CONTRA A HONRA DE QUEM QUER QUE SEJA, RESSALTANDO-SE, INCLUSIVE, QUE TAIS DISCUSSÕES NÃO ESTÃO VOLTADAS PARA A PESSOA, MAS PARA IDÉIAS E DOUTRINAS.