Quanto vale seu direito? Esaú descobriu...

         Nos últimos estudos analisamos como o mau uso da Palavra de Deus para fins particulares, ainda que disfarçados supostamente em objetivos da igreja, e percebemos o escândalo e descrédito que tais atitudes atraem sobre o nome das igrejas evangélicas.

         Noutros tempos a igreja era perseguida por denunciar os erros e a hipocrisia do sistema do mundo com seus valores corrompidos; a igreja assumia o papel de sal na terra de luz no mundo trazendo o amor, a justiça e o juízo de Deus a todas as pessoas mediante o poder do Espírito Santo e do testemunho pessoal na vida de cada crente.

            Hoje a igreja é confrontada com os mesmos erros que critica e condena. Aqueles que deveriam ser modelos no comportamento são muitas vezes mais corruptos e criminosos que aqueles que acusam. E superando em muito a perfídia e maldade dos fariseus dos tempos de Jesus mercadejam as almas das pessoas a troco de votos e poder temporal. Enganam e torcem o direito, justificando os erros e ignorando os princípios eternos da Palavra de Deus.
            Isto ficou bem evidenciado nos artigos que a mídia secular tem escrito e no artigo de minha autoria que demonstro que a propaganda política dentro da igreja camuflada em mandamentos divinos é uma falácia mentirosa que somente aqueles que dela obtém lucro direto ou indiretamente tem coragem de apoiar. Mas do mesmo modo que Esaú vendeu o seu direito de primogenitura por um guisado de lentilhas eles vendem a honra e privilégio de servir a Cristo pela oportunidade de agradar a homens e lucrar com o “status quo” que adquirem após eleitos.

30 E disse Esaú a Jacó: Deixa-me, peço-te, comer desse guisado vermelho, porque estou cansado. Por isso se chamou Edom.
31 Então disse Jacó: Vende-me hoje a tua primogenitura.
32 E disse Esaú: Eis que estou a ponto de morrer; para que me servirá a primogenitura?
33 Então disse Jacó: Jura-me hoje. E jurou-lhe e vendeu a sua primogenitura a Jacó.
34 E Jacó deu pão a Esaú e o guisado de lentilhas; e ele comeu, e bebeu, e levantou-se, e saiu. Assim desprezou Esaú a sua primogenitura. Gênesis 25:30-35

            Mas não podemos ignorar as conseqüências que certamente vem sobre qualquer um que na semelhança de Esaú vende aquilo que não pode ser negociado por preço nenhum. Esaú vendeu o direito a ser o primogênito de seu pai Jacó. Qualquer crente (seja Pastor ou não) que trocar a Palavra de
 
 
Deus por mandamentos de homens; que trocar o certo pelo errado; o puro pelo impuro; a santificação pela encenação; a justiça pelo benefício próprio; o arrependimento do pecado pelo encobrimento dos erros terá o seu prato de sopa nesta terra tão saboroso quanto o dele e sofrerão ainda nesta vida e no dia do juízo a rejeição de Deus.

14 Segui a paz com todos, e a santificação, sem a qual ninguém verá o Senhor;
15 Tendo cuidado de que ninguém se prive da graça de Deus, e de que nenhuma raiz de amargura, brotando, vos perturbe, e por ela muitos se contaminem.
16 E ninguém seja devasso, ou profano, como Esaú, que por uma refeição vendeu o seu direito de primogenitura.
17 Porque bem sabeis que, querendo ele ainda depois herdar a bênção, foi rejeitado, porque não achou lugar de arrependimento, ainda que com lágrimas o buscou. Hebreus 12:14-17

            Então mesmo que tais se julguem espertos a ponto de escaparem da justiça de Deus poderão caso não se arrependam a tempo terminar condenados eternamente e tendo como companhia eterna Satanás e seus demônios.

          Tem coisas que só se percebe mesmo o valor é quando se perde....

           Não venda  nem por alto preço ou preço algum aquilo que foi o maior presente que a humanidade recebeu gratuitamente cujo preço foi pago por Cristo Jesus.


quinta-feira, 15 de julho de 2010 às 19:25

2 Comments to "Quanto vale seu direito? Esaú descobriu..."

A paz do Senhor Jesus,parabéns pelo blog gostaria de fazer um convite a você, visite meu blog,nele você encontrará vários artigos sobre apologética cristã,pregações e vídeos musicais,esse blog é uma voz em meio a tanta deturpação no "evangelicalismo brasileiro".Deus seja contigo.
www.solascriptura-scriptura.blogspot.com

Excelente texto mano. A paz!

Postar um comentário

Seja educado ao expôr suas idéias! Anonimato é sinal de medo e não é legal. És convidado a opinar e questionar. Base bíblica é sempre bem vinda, principalmente se desejar falar a respeito da bíblia.

LIBERDADE DE EXPRESSÃO

É IMPORTANTE ESCLARECER QUE ESTE BLOG, EM PLENA VIGÊNCIA DO ESTADO DEMOCRÁTICO DE DIREITO, EXERCITA-SE DAS PRERROGATIVAS CONSTANTES DOS INCISOS IV E IX, DO ARTIGO 5º, DA CONSTITUIÇÃO FEDERAL.

RELEMBRANDO OS REFERIDOS TEXTOS CONSTITUCIONAIS, VERIFICA-SE:

“É LIVRE A MANIFESTAÇÃO DO PENSAMENTO, SENDO VEDADO O ANONIMATO" (INCISO IV) E "É LIVRE A EXPRESSÃO DA ATIVIDADE INTELECTUAL, ARTÍSTICA, CIENTÍFICA E DE COMUNICAÇÃO, INDEPENDENTEMENTE DE CENSURA OU LICENÇA" (INCISO IX).

ALÉM DISSO, CABE SALIENTAR QUE A PROTEÇÃO LEGAL DE NOSSO TRABALHO TAMBÉM SE CONSTATA NA ANÁLISE MAIS ACURADA DO INCISO VI, DO MESMO ARTIGO EM COMENTO, QUANDO SENTENCIA QUE "É INVIOLÁVEL A LIBERDADE DE CONSCIÊNCIA E DE CRENÇA".

TENDO SIDO EXPLICITADA, FAZ-SE NECESSÁRIO, AINDA, ESCLARECER QUE AS MENÇÕES, AFERIÇÕES, OU ATÉ MESMO AS APARENTES CRÍTICAS QUE, PORVENTURA, SE FAÇAM A RESPEITO DE DOUTRINAS DAS MAIS DIVERSAS CRENÇAS, SITUAM-SE E ESTÃO ADSTRITAS TÃO SOMENTE AO CAMPO DA "ARGUMENTAÇÃO", OU SEJA, SÃO ABORDAGENS QUE SE LIMITAM PURAMENTE ÀS QUESTÕES TEOLÓGICAS E DOUTRINÁRIAS. ASSIM SENDO, NÃO HÁ QUE SE FALAR EM DIFAMAÇÃO, CRIME CONTRA A HONRA DE QUEM QUER QUE SEJA, RESSALTANDO-SE, INCLUSIVE, QUE TAIS DISCUSSÕES NÃO ESTÃO VOLTADAS PARA A PESSOA, MAS PARA IDÉIAS E DOUTRINAS.