A SURRA


Das maravilhas do mundo nada é tão facinante quanto a internet. Mas o que fazer quando se tem a ferramenta a disposição e não se sabe quase nada de como apreciar e usufruir de toda a estética e recursos disponíveis?
A resposta é simples... Aprender
Então cá estou eu a visitar tudo quanto é site e tutorial, ainda chego lá.... afinal tenho um objetivo em mente e não vou desistir enquanto não alcançar.
E na era do plagio e copy, eu que não sou bobo não pretendo cometer nenhum crime contra os direitos de ninguem, então aí é mais umas boas horas lendo e aprendendo sobre "direitos autorais" e coisas do gênero.
E como dizem todos por aí.... "sou brasileiro e não desisto nunca", tomara que isto não tenha algum dono também.
Afora a surra de nunca ter aprendido antes e ter de aprender na hora do aperto, vai então outra pérola popular... "a necessidade é a mãe da invenção" ou será que é do aprendizado? enfim, a necessidade deve ter muitos filhos por ai e vou me virando como posso.
Antes que alguém diga que pretendo ficar copiando ou plagiando, nada disso, minha cabeça é igual a um vulcão em erupção, expelindo idéias de todo gênero, as quais espero em breve apresentar a todos.

quarta-feira, 21 de abril de 2010 às 19:19

4 Comments to "A SURRA"

Graça e paz irmão, obrigada pela visita no blog, vendo este teu artigo me recordo sobre os artigos que escrevo em relação aos livros que leio, jamais esqueço de nomear as fontes e os direitos que o autor tem, pois é de suprema importância, não gostaria eu de ter um livro publicado e divulgado por aí sem a minha autoria, aproveito para convidá-lo para participar do sorteio do próximo livro: Sorteio do livro: O QUE O ATO CONJUGAL SIGNIFICA PARA O HOMEM DE TIM LAHAYE

Jesus Nome Incomparável

Já estou te seguindo,
Abraços

Shalom,Nico!
Ri sozinha aqui ao ler seu post pq é assim que me senti e ainda sinto.
Expressar idéias é perigoso.
Assim como respirar,viver,amar,ser feliz...
Abraço fraterno,
RITA

Paz do Nosso Senhor Jesus Cristo!

Obrigado Nicodemos pela visita e comentário!
Com certeza, muitos já ouvem a voz de Deus, são obedientes, e outra coisa que surpreendentemente tem ocorrido, é a sede de muitos a buscá-lo.
Aparentemente isso não está ocorrendo, mas está, eu creio! E vejo pela fé!
Que continuemos no aprendizado com Cristo!

Deus abençoe sua vida e este espaço abençoado!

Grande Abraço.

Renata

Posted by Anônimo ( 4 de setembro de 2010 14:31 )

Parabéns pela sua coragem, venho acompanhando o jornal e tudo que vc expoe lá é o que algumas pessoas gostaria de falar ou até mesmo "gritar".Tem que acontecer uma revolução mesmo pra que as coisas mudem...

Postar um comentário

Seja educado ao expôr suas idéias! Anonimato é sinal de medo e não é legal. És convidado a opinar e questionar. Base bíblica é sempre bem vinda, principalmente se desejar falar a respeito da bíblia.

LIBERDADE DE EXPRESSÃO

É IMPORTANTE ESCLARECER QUE ESTE BLOG, EM PLENA VIGÊNCIA DO ESTADO DEMOCRÁTICO DE DIREITO, EXERCITA-SE DAS PRERROGATIVAS CONSTANTES DOS INCISOS IV E IX, DO ARTIGO 5º, DA CONSTITUIÇÃO FEDERAL.

RELEMBRANDO OS REFERIDOS TEXTOS CONSTITUCIONAIS, VERIFICA-SE:

“É LIVRE A MANIFESTAÇÃO DO PENSAMENTO, SENDO VEDADO O ANONIMATO" (INCISO IV) E "É LIVRE A EXPRESSÃO DA ATIVIDADE INTELECTUAL, ARTÍSTICA, CIENTÍFICA E DE COMUNICAÇÃO, INDEPENDENTEMENTE DE CENSURA OU LICENÇA" (INCISO IX).

ALÉM DISSO, CABE SALIENTAR QUE A PROTEÇÃO LEGAL DE NOSSO TRABALHO TAMBÉM SE CONSTATA NA ANÁLISE MAIS ACURADA DO INCISO VI, DO MESMO ARTIGO EM COMENTO, QUANDO SENTENCIA QUE "É INVIOLÁVEL A LIBERDADE DE CONSCIÊNCIA E DE CRENÇA".

TENDO SIDO EXPLICITADA, FAZ-SE NECESSÁRIO, AINDA, ESCLARECER QUE AS MENÇÕES, AFERIÇÕES, OU ATÉ MESMO AS APARENTES CRÍTICAS QUE, PORVENTURA, SE FAÇAM A RESPEITO DE DOUTRINAS DAS MAIS DIVERSAS CRENÇAS, SITUAM-SE E ESTÃO ADSTRITAS TÃO SOMENTE AO CAMPO DA "ARGUMENTAÇÃO", OU SEJA, SÃO ABORDAGENS QUE SE LIMITAM PURAMENTE ÀS QUESTÕES TEOLÓGICAS E DOUTRINÁRIAS. ASSIM SENDO, NÃO HÁ QUE SE FALAR EM DIFAMAÇÃO, CRIME CONTRA A HONRA DE QUEM QUER QUE SEJA, RESSALTANDO-SE, INCLUSIVE, QUE TAIS DISCUSSÕES NÃO ESTÃO VOLTADAS PARA A PESSOA, MAS PARA IDÉIAS E DOUTRINAS.